Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Beleza qb

Blog do Mês!!!

Olá!!!

Vou divulgar todos os blog que participaram no blog do mês de Fevereiro:

1. http://larita540.blogs.sapo.pt/

2. http://estrelasemrumo.jimdo.com/

3. http://all-about-fashion.blogs.sapo.pt/

4. http://longe_do_mundo.blogs.sapo.pt/

5. http://girlsandlife.blogs.sapo.pt/

6. http://sempre_modaebeleza.blogs.sapo.pt/

7. http://autoadolescencia.blogs.sapo.pt/

8. http://misscullen.blogs.sapo.pt/

9. http://lliveeverysecondd.blogspot.com/

10. http://famousworld.blogs.sapo.pt/

11. http://my-life-is-music.blogs.sapo.pt/

12. http://love_sereia.blogs.sapo.pt/

13. http://privacidade-total.blogspot.com/

14. http://naughty-girl.blogs.sapo.pt/

15. http://marco-horacio-fanclube.blogs.sapo.pt/

16. http://sofiamlopes.blogs.sapo.pt/

17. http://isthelife.blogs.sapo.pt/

 

Muito Obrigada por participarem!!!! :D

Quem quiser participar no Blog do Mês de Março tem que deixar o URL do seu blog neste post!!!! Eu vou divulgar sempre todos os blogs que participam no Blog do Mês, por isso não me peçam para divulgar blogs e participem antes no Blog do Mês :P

 

A escolha do Blog do Mês foi por sorteio, e o blog vencedor foi... o número 10, o blog http://famousworld.blogs.sapo.pt/. Parabéns a todos vocês!!! E não desanimes se não ganhaste, para a próxima podes ser tu!!!

Bjs <3

Métodos de Estudo!!

Olá!!!

A pedido de uma leitora, aqui ficam alguns conselhos úteis sobre os métodos de estudo e o sucesso escolar.

Método de estudo
Tens que acompanhar diariamente a evolução da leccionação dos conteúdos para que não corras o risco de deixar acumular muita matéria. Para isso, recomendo-te:
• a definição de um plano de estudo, estabelecendo prioridades;
• a leitura atenta do manual ou a utilização de outros instrumentos de apoio disponibilizados pelo professor;
• a elaboração de resumos com base no manual, caderno diário, apontamentos e outros instrumentos de apoio;
• a resolução de questões sobre a matéria leccionada anteriormente, antes de assistir à aula seguinte;
• a resolução, sem consulta, de testes que vais tirando da net e de guias de estudo, etc., de forma a ter a percepção do que não dominas e quais os assuntos que deves voltar a estudar;
• a realização do estudo num local tranquilo, arrumado e com todo o material necessário disponível (papel, lápis, borracha, máquina de calcular gráfica, régua, etc.);
não estudar na véspera nem recorrer a noitadas nos dias que antecedem os testes ou exames — a melhor preparação para um teste é uma boa noite de sono;
• uma gestão do tempo de estudo, procurando não estudar mais do que uma hora seguida; Intercala esse tempo de estudo com pequenos intervalos de 10/15 minutos;
• deve-se realizar a sessão de estudo sem fome e sem sono.

 

Trabalho nas aulas
• O método do professor:
Facilmente perceberás que os professores têm métodos diferentes. Deverás por isso identificar e adaptar-te ao método de trabalho de cada professor.
•  Os teus deveres de aluno:
A assiduidade e a pontualidade são fundamentais em todas as disciplinas e, a perda de uma aula, ou de parte dela, pode trazer-te dificuldades na aprendizagem da "matéria" — por isso, evita faltar! Deves sempre levar o material necessário para as aulas, e estar sempre atenta. Se não te consegues concentrar ou estar atenta, eu dou-te umas dicas:
     - Deves ter em cima da mesa apenas o material necessário para a aula
     - Deves colocar-te na sala de modo que possas ver bem o professor
     - Se sabes que te distrais com facilidade, evita os lugares do fundo da sala
     - O teu companheiro de carteiro, não deve ser o teu melhor amigo, nem alguém que te dês muito bem
     - Procura acompanhar a explicação do professor seguindo as suas instruções e passa para o caderno todas as anotações que forem escritas no quadro
     - Há um meio que te pode ajudar a assegurar a tua atenção: tira apontamentos.
• As aulas produtivas:
Uma aula transmite-te conhecimentos importantes aos quais deves prestar atenção. Anota no teu caderno diário toda a informação que o teu professor considerar importante. Regista também as conclusões que conseguires retirar de tudo quanto se diz na aula, desde que entendas aquilo que escreves. Não te esqueças que quando a informação é registada por ti, torna-se mais fácil de assimilar.
• Partilha as tuas dúvidas:
Colocar dúvidas poderá valorizar a tua imagem e o teu trabalho junto do professor, se elas forem úteis à análise do tema que está a ser tratado. Por outro lado, deves colocar questões, sempre que não entendas qualquer conteúdo (se a tua dúvida derivar de falta de atenção na aula, ou do facto de teres estado na conversa com um colega, pede desculpa ao professor antes de a expores). Lembra-te que não és a única a ter dúvidas e que, se não as esclareceres desde logo, podes correr o risco de te perderes na matéria. O teu professor está na aula para te ajudar, e se não conseguir responder à tua questão no momento em que a colocares, fica certo de que irá fazê-lo na aula seguinte.
• Partilha os teus conhecimentos e opiniões:
Deves intervir nas aulas sempre que consideres que tens algo importante para dizer. Podes sempre completar uma resposta de outro colega ou ajudar o teu professor a completar um raciocínio. Mas, antes de falares, pensa no teu discurso e na ideia que pretendes transmitir. Falar não é apenas dizer palavras, é organizá-las com uma sequência lógica. Sabes bem que o conhecimento é uma construção colectiva e que o professor não sabe tudo.  Quanto maiores forem os contributos, mais ricas serão as aulas e os conhecimentos. 

Trabalho individual
Como sei que tens o tempo muito ocupado, na escola e fora dela, cabe-me dar-te o seguinte conselho: planifica as tuas actividades. Nesta planificação deves reservar um tempo para o estudo. Deves estudar num local onde te sintas confortável e onde consigas concentrar-te. O teu estudo deve ser activo. Para tal, podes ler e sublinhar, elaborar esquemas e resumos e recorrer ao dicionário sempre que seja necessário. Ainda que a memória seja um bom auxiliar na aquisição de conhecimentos, o essencial é que compreendas e articules com outros conhecimentos o que estás a estudar.
• Estuda praticando 
A resolução de exercícios, propostos pelo teu professor, pelo manual ou por um guia de estudo, é crucial para a consolidação dos teus conhecimentos. Não basta compreender os conteúdos transmitidos pelo teu professor e construídos na sala de aula. É necessário saber apresentá-los por escrito. Pede ao teu professor para ler as respostas que elaborares, pois a sua opinião é uma orientação fundamental neste processo. 
• Organiza o teu dossier 
Uma organização correcta do teu dossier, para além de ser extremamente útil para o teu estudo, pode valorizar-te perante o professor. No dossier devem constar todos os textos, esquemas e fichas fornecidos pelo professor. A elaboração de um esquema pode ser uma forma de estruturares e compreenderes os conteúdos. 

 

Como tratar um texto
• Análise de texto
Com toda a certeza, os teus professores já te ensinaram a analisar textos. De qualquer forma aqui ficam algumas regras simples que podes utilizar no teu estudo individual:
1. Lê o texto e identifica o seu tema principal;
2. Relê o texto e sublinha as ideias fundamentais;
3. Faz um levantamento das palavras cujo significado desconheças;
4. Elabora um resumo, em esquema, que explique os pontos que permitam compreender o texto.

 

Como fazer um resumo
Resumir é uma boa forma de compreenderes e relacionares melhor a matéria, ajudando-te a fazer revisões. Através de resumos, ficarás com uma visão geral da matéria e de como está organizada e interligada, além de te habituares a seleccionar as ideias mais importantes. Aqui ficam algumas dicas de como fazer um resumo bem feito:
• lê a matéria e identifica as ideias principais, parágrafo a parágrafo.
organiza as ideias principais utilizando as tuas próprias palavras e uma linguagem objectiva.
• ao escrever o resumo, recorre a palavras-chave e evita incluir pormenores secundários.
• relê o que escreveste e verifica se incluíste todas as ideias principais.
não deixes as revisões para os dias antes dos testes, vai estudando e fazendo resumos regularmente ao longo do ano, e assim, terás tempo para compreender e relacionar melhor a matéria e, quando chegar a altura de o provares, será muito mais fácil e eficaz.

 

Como tirar bons apontamentos
Para além de poderes recorrer a informações seleccionadas e organizadas, tirar apontamentos tem muitas outras vantagens:
• implica que estejas atento ao que ouves e ao que lês. De facto, para tirares apontamentos, tens de estar muito concentrada.
• aprendes a seleccionar o que é essencial.
• exercitas actividades mentais muito importantes, como a análise e a síntese.
treinas a escrita.
• reténs as informações com mais facilidade, porque escreves quando ouves ou lês.
• apreendes melhor a estrutura do tema que é exposto.
economizas tempo quando tens de fazer revisões para testes e exames.
aprendes muito melhor e mais depressa, porque o registo de apontamentos implica empenho e esforço.


Aqui tens algumas perguntas e respostas sobre apontamentos:
• Porque é útil tirar apontamentos? Quando se tiram apontamentos de uma aula, traduzimos o que ouvimos, lemos ou vemos, num texto nosso. Quando precisarmos de recordar qualquer informação ou de estudar um assunto, antes de um teste ou exame, as revisões serão mais fácéis, rápidas e eficazes, se recorrermos aos nossos apontamentos.
• Aprende-se mais facilmente quando se tiram apontamentos? De facto, aprende-se melhor, porque, quando tiramos apontamentos, prestamos mais atenção ao que ouvimos. Posso até dizer que, ao tirar apontamentos, temos mesmo de estar atentos ao que lemos e ao que ouvimos: estamos mais concentrados. Por outro lado, assimilamos melhor os conhecimentos, porque o registo escrito permite uma melhor apropriação da informação. Ao tirar apontamentos estamos activos, por isso, aprende-se melhor. Concluindo: tirar apontamentos ajuda a aprender, a memorizar melhor, favorecendo a organização dos conhecimentos. A compreensão e a capacidade de fixação de informação aumenta quando fazemos registos escritos.
• Em que situações se podem tirar apontamentos? Tirar apontamentos é uma técnica de recolha de informação. Assim, podem-se tirar notas sempre que ocorra uma situação em que há transmissão de informações, que, mais tarde, se pretende rever. A situação mais comum é tirar apontamentos das aulas, isto é, registar por palavras próprias o que se ouve quando os professores explicam a matéria.
• Vale a pena passar os apontamentos de um colega? Só se faltaste a uma aula e o professor forneceu informações importantes que não constem de outros materiais de consulta. De outro modo, deves ser tu a tirar os apontamentos. É o esforço de concentração e de elaboração dos apontamentos que torna esta actividade importante nos processos de aprendizagem. Por outro lado, cada estudante deve elaborar apontamentos personalizados, isto é, organizados de uma forma pessoal. Daí que copiar apontamentos não seja aconselhável como método. Poderás, isso sim, comparar os teus apontamentos com os de outros colegas para acrescentares mais alguma informação que te pareça relevante.
• Deve-se passar a limpo os apontamentos? Esta é uma das questões que os estudantes colocam com frequência. É aconselhável passar-se a limpo os apontamentos se estiverem muito desorganizados e imcompletos. Contudo, o objectivo deverá ser conseguir apontamentos organizados e bem apresentados aquando do primeiro registo. Alguns estudantes consideram que, quando passam a limpo, aprendem, melhor. Mas se essa actividade for mecânica, se não implicar concentração, é uma perda de tempo. Se tiveres distponibilidade e se, ao passares a limpo as tuas notas, as completares, se produzires uma nova esquematização, se restruturares o que anotaste, se estabeleceres relações com outros conhecimentos, então a tarefa é enriquecedora. Se assim não for, reescrever os apontamentos pode ser uma perda de tempo.
• É possível aprender-se a tirar bons apontamentos? Sim, é possível. É importante que saibas que precisas de treinar bastante até conseguires bons apontamentos. Aprender a tirar apontamentos correctamente é uma actividade que exige esforço e treino.
• Que características devem ter uns bons apontamentos? Os bons apontamentos devem ser resumidos e precisos, fáceis de entender e bem organizados.

 

Realização de testes
Em todas as disciplinas é necessário que encontres uma forma clara e organizada de transmitir as tuas ideias, por isso vou dar-te alguns conselhos que deves ter em conta na elaboração das tuas respostas:
Ler todo o enunciado e respectivas alíneas antes de começar a resolver.
Leitura e interpretação das perguntas, tentando compreender o melhor possível a situação exposta antes de começares a responder.
• Responder apenas ao que a pergunta indica, e não te desvies do assunto a ser tratado. Uma ajuda muito útil é a organização de um esquema de resposta que poderás fazer numa folha de rascunho.
• Ao ler as questões, sublinhar os dados-chave.
Esquematizar o problema, de modo a visualizar melhor a questão.
• Identificar o que é dado e o que é pedido.
Analisar os gráficos atentamente, pois dão-nos muita informação útil. Só é necessário relacionar essa informação com os conceitos estudados.
• Na leitura dos textos, sublinhar as palavras-chave ou frases relevantes.
• Antes de responder às questões de resposta aberta, organizar as ideias e estruturar a sequência da resposta. Deves ter em atenção os tópicos da questão.
Ser claro e objectivo nas respostas.
• Nas questões de escolha múltipla, estar atento aos pormenores e começar por eliminar as opções mais absurdas. E se não souberes alguma escolha múltipla não a deixes por fazer, se fizeres à sorte pode ser que acertes.
• Nas questões de verdadeiro ou falso, e mesmo nas de escolha múltipla, deve ter-se em conta se nas frases aparecem termos como nunca ou sempre, todos ou nenhum, às vezes, que podem facilitar a atribuição do valor lógico da questão ou a selecção da opção correcta
• Não deves esconder o facto de não saberes a resposta, com conhecimentos que, embora correctos, nada têm a ver com a questão colocada. Provavelmente, o facto de não conseguires responder deve-se à interpretação incorrecta daquilo que te é pedido na questão. Voltar a ler é o "melhor remédio".
Nem sempre escrever muito é sinónimo de uma resposta correcta. Por outro lado, quando escreves respostas extensas, podes não ter tempo para terminar a prova. Uma das principais regras que deves observar é a da distribuição equilibrada do tempo pelas respostas que te esperam.
• Elabora frases simples e não muito longas. Se, por acaso, te acontecer construíres frases longas, aproveita para dividi-las depois, tornando as tuas ideias mais claras.
• Utiliza uma pontuação correcta, pois é ela que permite dar clareza e distinção àquilo que escreveres. Muitas vezes a utilização incorrecta de uma simples vírgula pode alterar completamente o sentido de uma afirmação.
• Se sentires uma dificuldade:
     - tem confiança em ti próprio;
     - reflecte antes de agir;
     - sê perseverante;
     - não tenhas medo de errar (deves encarar o erro como um instrumento para melhorar o teu desempenho).
Na noite antes do exame:
rever os pontos mais importantes
• não gastar a noite toda a estudar
ouvir música para ajudar a relaxar
• ter uma boa noite de sono
• não ir para a cama tarde
• não esquecer de ligar o despertador
Na manhã do exame:
• levantar cedo
• tomar um bom pequeno-almoço
não estudar muito
• ir para o exame 30 minutos antes de começar
• evitar falar com pessoas nervosas


*As inscrições para o blog do mês acabam amanhã às 8h!!!

Bjs <3

Faz o teu cabelo crescer mais rápido!!!

Olá!!

Não sei o que me tem dado estes últimos dias que só posto sobre cabelos, mas em breve devo mudar o assunto :P

Não existe algo específico que esteja comprovado cientificamente que faça com que os teus fios de cabelo cresçam mais rápido, mas existem algumas dicas!!

 

1. O primeiro passo para alcançares um cabelo saudável e longo é manter uma boa alimentação. Inclui alimentos nutritivos, como verduras, frutas e grãos na tua dieta e bebe muita água.

 

2. Hidrata o teu cabelo. Usa uma máscara uma ou mais vezes por semana (conforme o teu tipo de cabelo), aconselho as máscaram da Pantene.

 

3. Mantém o teu cabelo limpo. O champô e o condicionador são muito importantes para o crescimento saudável do teu cabelo. Certifica-te de que optas por produtos de boa qualidade que se adequam à textura do teu cabelo. No entanto, evita o uso excessivo destes produtos.

 

4. Activa a circulação sanguínea. Massajar o cabelo é muito eficaz para o crescimento rápido deste, porque aumenta o fluxo do sangue. Uma óptima dica é massajar o couro cabeludo na hora da lavagem durante alguns minutos. Outra boa opção é virar a cabeça para baixo e passar a escova ou os dedos. Esta posição faz com que o sangue flua com mais facilidade. E não te esqueças de beber muita água e de praticar actividade física. O exercício físico faz com que o coração bombeie sangue mais rápido. Resultado: os aminoácidos, vitaminas e nutrientes chegam mais facilmente ao cabelo.  

 

5. Corta o cabelo regularmente. Cortar não afecta o crescimento do cabelo, mas remove pequenas partes que danificam os fios de cabelo. 

 

6. Evita 'dar' muito calor ao teu cabelo, como a secagem com o secador, o alisamento etc.. Certifica-te que o teu cabelo não está exposto a muito calor, porque podes danificá-lo e, consequentemente, o efeito do crescimento do cabelo. Sempre que possível deixa o teu cabelo secar ao ar livre.

 

7. Mantém os teus cabelos livres de tratamentos químicos, pois eles não só prejudicam a qualidade do cabelo, como também dificultam o crescimento do cabelo.

 

8. Protege os teus cabelos dos raios solares nocivos e poeiras que podem danificar o teu cabelo. Além disso, deves ter cuidado com o cabelo mesmo ao nadar. Certifica-te de que lavas adequadamente o cabelo logo após o banho.

 

9. Minimiza os teus vícios. Deves tomar alguns hábitos para que o teu cabelo esteja sempre saudável:

     · Não comeces a fumar - a nicotina é uma poderosa vasoconstritora, reduzindo a circulação dos vasos capilares do couro cabeludo, que carregam nutrientes ao fio.
     · Não tomes banho com água quente - a água quente estimula a produção das glândulas sebáceas.
     · Evita dormir e prender os fios do cabelo com o cabelo molhado - isso abafa o couro cabeludo, aumentando a oleosidade.
     · Retira os excessos de produtos - o ideal é passar o champô, retirar bem e, depois, aplicar o condicionador apenas no comprimento.

 

10. Também podes fazer uma máscara caseira: experimenta misturar no liquidificador algumas folhas de urtiga com um ovo e metade de um abacate médio.  Depois de tudo bem misturado, deita o preparado sobre o cabelo e deixa actuar durante 30 minutos! Para evitar que caia alguma parte do preparado, enrola a cabeça com papel de prata!

Bjs <3

Pág. 1/8

Sobre mim



Sou a Patrícia e tenho 21 anos.
Se quiseres saber mais sobre mim clica aqui.

Facebook

Instagram

Pinterest