Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Beleza qb

Varizes

Doença Venosa Crónica, também designada por varizes ou derrames é uma das doenças mais comuns da população portuguesa.

 

O que são?

É uma anomalia do sistema venoso dos membros inferiores visto que as válvulas das veias das pernas - responsáveis por fazer com que o sangue circule contra a força da gravidade - ficam débeis, desgastadas ou danificadas, o que resulta numa alteração do retorno do sangue, que fica estagnado e não consegue 'subir' até ao coração.

 

Quais são as causas?

- Hereditariedade

- Hormonas

- Uso de contraceptivos orais

- Gravidez

- Menor massa muscular

- Tabaco

- Ingestão exagerada de bebidas alcoólicas

- Excesso de peso

- Permanência prolongada na posição de pé

- Actividades em que é necessário realizar grandes esforços

 

Quais os sintomas?

- Veias dilatam-se e deformam-se

- Manifestam-se de duas formas: telangiectasias (derrames) e veias varicosas (varizes)

- Sensação de peso nas pernas

- Inchaço

- Prurido

- Cãibras

- Dor

- Edema

 

Qual a prevenção?

- Usar meias elásticas

- Manter o peso adequado, ou seja, perder e/ou manter o peso

- Fazer uma alimentação saudável rica em fibras e fruta e, evitando as gorduras pois podem dificultar a circulação sanguínea

- Aumentar a ingestão de água, pois torna o sangue menos denso e facilita a sua passagem

- Não usar roupas demasiadas apertada

- Usar calçado com um salto médio, nem muito baixo, nem muito alto

- Tonificar as pernas diariamente, com a ajuda de um duche frio e de um gel apropriado

- Evitar fazer depilação com cera quente

- Não expor os membros inferiores muitas horas ao calor (sol, sauna, aquecedores...)

- Evitar estar muito tempo sentada ou em pé na mesma posição sem mexer as pernas

- Evitar cruzar as pernas, pois aumenta a pressão na perna que fica por baixo

- Dormir com as pernas ligeiramente levantadas em relação ao tronco

- Praticar exercício físico: fazer caminhadas sempre que possível, andar de bicicleta ou nadar são actividades benéficas

- Evitar a exposição solar prolongada, preferindo passear na zona de rebentação

- Evitar o tabaco, pois prejudica a fluidez do sangue

 

Qual o tratamento?

A terapêutica farmacológica elimina alguns sintomas e evita situações de dermatite, eczemas e úlceras. É essencial o uso de meias elásticas cuja compressão deve ser recomendada pelo médico. Há ainda outros tratamentos como a escleroterapia ('secagem') e o laser transcutâneo mas, em casos mais graves e avançados, a cirurgia é a única solução. Quanto mais cedo se fizer a operação, mais simples os procedimentos e mais fácil a recuperação!!

 

Quais os riscos?

Na ausência de tratamento e com o avançar do tempo e da idade, os sintomas vão-se agravando, podendo dar origem a situações mais graves como eczemas venosos, alterações da pele, flebites, ou mesmo úlcera da perna. Podem contribuir para a incapacidade funcional no trabalho ou nas tarefas domésticas.

 

Como fazer quando se está na praia?

A circulação sanguínea é muito sensível à temperatura: o calor provoca a dilatação de veias e capilares, originando maior acumulação de sangue estagnado. Por isso, para quem sofre de doença venosa, há que redobrar os cuidados com a exposição solar:

- Manter as pernas à sombra nos primeiros dias de praia

- Tomar banhos de sol o mais próximo possível da linha de água

- Aplicar protector com um índice elevado

- Alternar os banhos de sol com banhos no mar

- Passear na rebentação
Adaptação de Prevenir

16 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

Sobre mim



Sou a Patrícia e tenho 21 anos.
Se quiseres saber mais sobre mim clica aqui.

Facebook

Instagram

Pinterest